lp_website_4-detalhe_slideshow_1900_11001_1900x1100_acf_cropped
lp_website_4-pgb_slideshow_1900_1100_1900x1100_acf_cropped

Casa Alvalade

Bairro de Alvalade em Lisboa, Portugal 2013

O principal objectivo desta proposta foi a criação de um espaço exterior de qualidade que conciliasse as funções de estadia, circulação e estacionamento automóvel, permitindo alguma privacidade em relação aos jardins vizinhos.
A casa e o anexo são revestidos em alguns alçados com paredes verdes, os quais têm uma expressão muito forte, pelo que a intervenção no espaço exterior é bastante despojada de modo a tirar mais partido e valorizar estes elementos.

Os elementos construídos que definem este espaço são os muros que limitam todo o perímetro do terreno, o edifício principal da casa, que se encontra encostado ao limite lateral do terreno a Sul ocupando uma posição sensivelmente a dois quartos do comprimento do muro, e um edifício anexo situado ao longo de todo o limite Nascente do lote. Deste modo ficam definidos dois espaços principais, o espaço de entrada ou acolhimento e o espaço de estadia e fruição na parte posterior da casa.

A entrada é constituída por uma área de pavimento rígido e contínuo de onde partem dois percursos que definem as circulações pedonais principais (para a porta de casa e para o espaço posterior) e por uma área de pavimento solto com uma árvore de sombra ocupando uma posição central de modo a permitir o eventual estacionamento de duas viaturas.
A área posterior é influenciada pela necessidade de garantir as circulações em redor da casa e desta para o anexo o que determina a divisão deste espaço em dois espaços de carácter diferente: um mais propício à estadia, com um tapete relvado que se destaca no meio da gravilha, pensado como uma sala-de-estar exterior que poderá ser enriquecido com mobiliário adequado ao efeito; outro mais vocacionado para o lazer e fruição, marcado por duas árvores de fruto (damasqueiro e ameixeira) cujas floração e frutificação irão proporcionar um atractivo visual e cénico variável ao longo do ano.

Jardins Privados
Área: 605,35 m2
Equipa: Margarida Quelhas, Joana Barreto, Cristina Leal
Arquitectura: Costa Lopes Arq.
Cliente: Dr. Paulo Múrias