lp_website_23-pg_slideshow_1900_1100_1900x1100_acf_cropped

Moradia na Quinta da Marinha

Cascais, Portugal 2014

O lote apresenta um jardim pré-estabelecido e mantido, com bastante vegetação interessante nomeadamente arbórea.

A proposta de intervenção pressupõe tirar partido dos aspectos positivos do jardim existente, dotando-o de percursos e estadias confortáveis actualmente inexistentes. Consegue-se assim uma organização e diversificação do jardim, criando áreas com diferentes funções. Passam a existir estadias pavimentadas à sombra ou ao sol, mais recatadas ou mais expostas.

Sobre a matriz verde relvada, colocam-se lajes de pedra com junta aberta a formar percursos e em áreas maiores com junta fechada a formar plataformas. O bordo da piscina deverá ser refeito, passando a fazer parte deste sistema de lajes de pedra, o seu revestimento também será alterado para um material de uma linguagem mais consentânea com o resto da intervenção.

Prevê-se uma bancada com lava-loiças para apoio a churrasqueira móvel, integrada numa das plataformas de pedra, e uma plataforma, junto à entrada de serviço, para instalação de estendais baixos amovíveis. De modo a que estas áreas de serviço não sejam visíveis a partir das áreas de estadia, propõe-se uma mancha arbóreo-arbustiva, prolongando a orla, que acompanha o limite do lote, até ao edifício.

Jardins Privados
Área: 1895,62 m2
Equipa: Margarida Quelhas, Nuno Mota, Joana Barreto, Carmen Silva, Cristina Leal
Arquitectura: Costa Lopes Arq.